Página inicial « Descrições arquivísticas

Mostrar 18 resultados

Descrição arquivística
Arquivos Privados
Previsualizar a impressão Ver:

3 resultados com objetos digitais Mostrar resultados com objetos digitais

O Arauto de Osseloa

  • PT/CMALB/AO
  • Fundo
  • 1948-1984

Empresa jornalística sediada em Albergaria-a-Velha.

O Arauto de Osseloa

Fábricas Metalúrgicas Alba

  • PT/CMALB/FMA
  • Fundo

Indústria de fundição sediada em Albergaria-a-Velha.

Inclui fichas dos funcionários da fábrica.

Fábricas Metalúrgicas Alba. 1921-2009

Fernando Augusto Pereira da Silva

  • PT/CMALB/FAPS
  • Fundo
  • 1992-1995

Documentação produzida no âmbito da sua actividade de arqueólogo.
Trabalhos de exploração arqueológica no Concelho de Albergaria-a-Velha: Mamoas do Taco e Povoado de São Julião.

Silva, Fernando Augusto Pereira da. 1954-2010, arqueólogo

Foto Gomes Albergaria-a-Velha

  • PT/CMALB/FGALB
  • Fundo
  • 1935-09-05 - 2008-12-31

Ateliê de fotografia de Albergaria-a-Velha.
Fundo correspondente à documentação produzida pela filial de Albergaria-a-Velha (1935-09-05 - 2008-12-31), que inclui livros de registo e documentos fotográficos.

Foto Gomes. 1935-

João Gomes Soares

  • PT/CMALB/JGS
  • Fundo
  • [1900-1935]

Documentos iconográficos e desenhos técnicos e arquitectónicos dos trabalhos de João Gomes Soares.

Soares, João Gomes. 1882-1935, desenhador

Sport Clube Alba

  • PT/CMALB/SCA
  • Fundo
  • 1950-1990

Colectividade local de cariz desportivo sediada no Concelho de Albergaria-a-Velha.

Sport Clube Alba

Vicente Ferreira da Silva

  • PT/CMALB/VFS
  • Fundo
  • 1952-1979

Fotografias com as suas actividades de Encarregado-Geral na Câmara Municipal de Albergaria-a-Velha. Inclui postais com a construção da Ponte do Baião em Telhadela, Ribeira de Fráguas.

Silva, Vicente Ferreira da. 1918-2008, encarregado geral

Companhia de Celulose do Caima

  • PT/CMALB/CCC
  • Fundo
  • 1902-1995

Indústria de produção de pasta de celulose.

Companhia de Celulose do Caima

Casa do Agro

  • PT/CMALB/CSA
  • Colecção ao nível de fundo
  • 1668-09-27 - 1998-10-08

Acervo arquivístico: Os primeiros documentos datam do século XVII, sendo o mais antigo o original dos Estatutos da primeira confraria erigida em Albergaria-a-Velha.

Cine-Teatro Alba, Lda.

  • PT/CMALB/CTA
  • Fundo

Empresa do Cine-Teatro Alba.

Acervo constituído por:

  • Correspondência
  • Projectos de execução
  • Programação
  • Registo de receita (dec-lei 187/73)
  • Registo do pessoal (dec-lei 43182/60)
  • Distribuição de serviços

Cine Teatro Alba, Lda.

Associação de Instrução e Recreio Angejense

  • PT/CMALB/AIRA
  • Fundo
  • [c. 1907]-2008

Colectividade local de cariz educacional, cultural e recreativo sediada na freguesia de Angeja.

Associação de Instrução e Recreio Angejense. 1907-

A Comercial do Rendo

  • PT/CMALB/CR
  • Fundo
  • 1945-07-08 - 1976

Estabelecimento comercial sediado na freguesia de Valmaior.

A Comercial do Rendo

Tombo dos legados

Auto de encerramento: «Numerei este livro para servir de tombo dos legados de terras que deixam à dita igreja, o qual tem cento e oitenta e seis folhas (...) sob meu sinal somente, aos 27 de Setembro de 1668.»

Confraria de Santa Cruz de Albergaria-a-Velha. Fl. 1668-1856

Livro de contas

Contém o registo de receitas e despesas da Confraria de São Sebastião de Requeixo.

Termo de abertura: «Há-de servir para as contas da Confraria de São Sebastião da Freguesia de Requeixo; foi numerado e rubricado com o apelido de que uso e no fim leva o seu termo encerramento. Aveiro, 7 de Fevereiro de 1803, José Carlos Cândido Verney»

Foral da Comenda de Frossos

Carta de Foral de Frossos.

Foral Novo dado e assinado[1][2][3] por D. Manuel I à Vila e Concelho de Frossos, comenda da Ordem de Malta (oficialmente Ordem Soberana e Militar Hospitalária de São João de Jerusalém, de Rodes e de Malta).

Feitos três exemplares do mesmo teor: um para a Câmara, outro para o Senhorio dos direitos (Comendador: Frei Leonel Henrique Telles), outro para a Torre do Tombo. Este é o exemplar da Câmara.

Mandado fazer, concertado e registado[4][5][6][7] na Torre do Tombo por Fernão de Pina[8], encarregue do corregimento dos forais do reino por comissão régia.

Documento constituído pelo texto do Foral, auto de entrega, tabuada (índice das matérias tratadas) e vistos em correição (Angeja, Junho de 1629; Estarreja 1624-05-28; Estarreja, 1698-06-09; Estarreja, 1709-06-29; 1824; 1825; 1830).

Fólio iluminado, «D» de Dom Manuel escrito em letra capitular. Títulos a vermelho, iniciais a vermelho, em fundo sépia, ornadas com vinhetas.

Inscrição: «Foral para a comenda de Froços Ordem de S. João».

Livro do Tombo da Comenda de Frossos

Também conhecido por Tombo Novo ou Tombo da Comenda de Rossas, Frossos e Rio Meão.

Juiz do Tombo: Doutor Matias Soares de Albergaria
Provedor da Comarca de Esgueira: Doutor João Ferrão de Carvalho

Entre o encerramento do Tombo Velho e a abertura do Tombo Novo, o terreno de cultivo referido como "Campo Baixo" era já alagado de forma recorrente pelo rio Vouga, pelo que passou a ser designado de "Pateira de Frossos".[1][2]

Carta de João António Peres Abreu

Transcrição parcial:
«(...) espero q. quando precizar de um homem activo, audaz e empreendedor, me dê a preferencia no seu serviço. Logo q. recebi a carta parti pª Coimbra, a falar com o Juiz de Direito e creio q. meo Pae já lhe tinha fallado, veremos o que elle faz; O administrador d'este concelho acaba de dar um passo q. veio augmentar a popularidade q. aqui tenho, e o odio contra elle: é o seguinte. Quando se procedeo ao apuram.to dos individuos q. devião fazer parte do Batalhão de Agueda, nomeou elle uma immensidade de cabos (com q.m se ajustou pª isso) e quando o João Ribeiro chegou, só achou 19 em todo o conselho. Como teme sair, foi ter agora com elle e com a convinação q. tiverão, veio, mandou prender alguns dos q. estavão apurados, mandou-os escoltar por os cabos a q.m tinha comido os presentes e ficarão presos lá = condutores e conduzidos!! Amanhãa vou falar com o Sousa Lobo, e se elle não dér providencias pondo fóra o administrador mesmo q. me não proponha a mim, terei de escrever relatando este facto, o q. me custa p.r ter de tocar tambem com o J.º Ribeiro pela inconsideração q. teve de subscrever pª aquella iniquidade. Como estive fóra não pude dizer a V. Exª q. o motivo q. o Sousa Lobo apresentou pª me não propor foi, q. havia administrador proprietario e q. este queria tomar posse. Isto não é exacto p.r quanto, á um outro administrador interino q. foi nomeado pelo Saldanha mas q. não rezide no Conselho, e q. está junto com este pª elle servir. Eu tinha empenho em esta Administração p.r um timbre, e m.mo pª pelos pequenos serviços q. n'ella prestaria poder mostrar a V. Exª qd.o subir ao poder, q. eu posso servir pª algua cousa, em q. com a sua bondade me queira empregar, e m.mo pª fazer umas elleições inteiramente nossas.»

Fornecido por ''AtoM - Access to Memory'' da Artefactual System, Inc.Município de Albergaria-a-Velha900 anos do Município